psfeiraOs semanários “Correio da Feira” e “Terras da Feira” trouxeram esta semana a notícia de que o Senhor Presidente da Câmara de Santa Maria da Feira, e os Senhores Presidentes das Juntas de Freguesia de Lobão e Paços de Brandão estavam muito preocupados com o anunciado encerramento das Repartições de Finanças daquelas Freguesias do nosso Concelho, prometendo, agora, tudo fazer para o evitar.

O Partido Socialista de Santa Maria da Feira estranha que o PSD venha agora dizer que vai fazer tudo o que estiver ao seu alcance para evitar tal encerramento, quando há vários anos que tem vindo a escarnecer dos avisos que lhe foram lançados pelo PS, escarnecendo e reprovando todas as Moções que foram apresentadas na Assembleia Municipal, à excepção da primeira, em que o Governo de Portugal ainda era do Partido Socialista.

O PS-Feira não se esquece de no último ano, o Senhor Presidente da Câmara nunca se ter manifestado contra as reprovações das Moções pelo seu grupo municipal, nem assumiu qualquer posição contra o encerramento das repartições de finanças na Câmara Municipal e por isso se estranha que venha agora ocupar as páginas dos jornais com lamentos quando sabe que esteve a dormir sobre o assunto e acordou tarde de mais. Os Senhores Presidentes das Juntas de Paços de Brandão e da União de Freguesias de Lobão, Gião, Louredo e Guisande foram ainda mais longe, chegando ao ponto de votar contra as Moções que defendiam a continuidade das Repartições de Finanças nas suas Freguesias.

O PS-Feira quer ainda fazer notar a diferença de comportamentos para com o PSD-Feira. Enquanto o PS lutou sempre pela manutenção daquelas Repartições de Finanças no Concelho, mesmo quando o PS era governo, o PSD só o fez por uma única vez, naquela altura. Mal o PSD chegou ao governo, o PSD-Feira mudou de opinião e passou a reprovar qualquer protesto contra o encerramento.

Perante tais comportamentos, o PS-Feira lamenta a falta de coerência e o desplante dos Senhores Presidentes daquelas Juntas de Freguesia e do Presidente da Câmara, que mais uma vez não se importaram de prejudicar os interesses do Concelho para não afrontar o governo de Passos Coelho.

Henrique Ferreira

Presidente da Comissão Política Concelhia do Partido Socialista de Santa Maria da Feira